Divirta-se com as divulgações que você quer, mas com o Congresso de Aniversários ADINU

Quando acaba um Congresso de verdade foi bom te preenche uma espécie de vazio existencial, geralmente, para que se dê esta situação deve haver algo mais além das palestras e o próprio conteúdo.

Cartaz Congresso X Aniversário ADINU

Depois de assistir e participar de um punhado de congressos é bastante apelativo, que o que mais me sempre divertido e mantido acordado é um preparado e organizado por estudantes universitários o acaso? Eu acho que não. O motivo eu acho que reside uma das questões que tratamos na Mesa Redonda de Divulgação na Alimentação, o Nutricionista-Nutricionista 2.0, pois pessoalmente para assinar o serviço que marca muito mais a metodologia de COMO se transmite o QUE se transmite, se, além disso, ambos os fatores estão de mãos dadas, impecável.

E é inquestionável que a proximidade tem sido inerente a todo o evento, desde a humildade de organização por parte de Adinu Valencia, que têm enfrentado limitações e problemas que não conseguiram com suas ambições; até o exemplar mensagem que se lança a partir dos palestrantes: o serviço como um exemplo para os jovens, demonstrando que as prioridades de cada pessoa podem marcar um estilo, um estilo que pode e deve ser também o da profissão.

Profissão que tem vivido um ambiente humano, o atendimento foi excelente e o sabor que fica na boca é excepcional, tanto que parece que estou escrevendo uma crítica gastronômica no lugar de um encontro científico.

Entrando no conteúdo do Congresso ficaram três grandes preocupações refletidas a partir da juventude de Nutricionistas-Nutricionistas: O que se transmite de nossa disciplina (divulgação), as perspectivas de emprego e a profissão. Um verdadeiro prazer compartilhar mesa com representantes da divulgação científica e alimentar de nosso país, e para desfrutar de outras excelentes trabalhos, tanto dos colegas de sessão como de outras temáticas.

Mesa Redonda: Divulgação na Alimentação (J. M Mulet, Papyrus, João Silva, João Revenga. Modera Luis Cabanas)

Só posso somar o meu humilde contributo para as que partilharam os palestrantes: o “Continua remando” de João, o “Não tenhais medo” de Giussepe ou “Tudo o que não é dado é perdido” de Julho.
Repetirei mais uma vez três coisas que eu vejo fundamentais:

Se não a divulgamos nós, que nos vão divulgar.
Divulgad como mais gostares, mas divulgad.
Fazei e ponde com o Escrache Nutricional.
Não posso mais que reiterar os meus mais sinceros parabéns à Organização, e não apenas Adinu Valência, também a Adinu Saragoça, Adinu Granada e Adinu Castela e Leão, por inchar a quilômetros e a ilusão. É um prazer ver que a juventude da profissão vem com carrerilla e que nos permitirá chegar ainda mais longe.

A próxima geração de Nutricionistas-Nutricionistas de ADINUs ao encerrar o Congresso.

Sem dúvida, estamos em ombros de gigantes, mas que virá nos tornarão ainda maiores.

A nível pessoal, queria destaca-se que foi um prazer voltar a encontrar-me com o João Revenga e J. M Mulet, compartilhar boas conversas com Papyrus de Gomas de Petróleo, Luis J. Moran, Giuseppe e Julho Basulto, os antigos colegas da UA como Josemi ou descobrir que com a Ana e Adinu Granada nos será mais fácil fazer força e tentar mudar a educação universitária que nos rodeia.

Espero poder ter à disposição, no futuro, algumas das palestras para poder revivirlas e reduzidas nos momentos em que precisamos.

Que você tenha uma saudável e feliz divulgação.

PS: Todo o prazer em dedicar este post número 100 para a juventude e o futuro da profissão.

Se você gostou compartilhe e divulgue!

Deixe um comentário